6 de agosto de 2007

O amanhecer direto da origem...



Um Mundo. Uma Promessa. Um Amanhecer.

Como parte da celebração do primeiro Centenário do Movimento Escoteiro, foram escolhidos dois escoteiros de cada país presentes no Jamboree para participar do Sunrise Camp na Ilha de Brownsea, o lugar onde tudo começou em 1907.



Do Brasil, depois de um processo de seleção com uns 20 candidatos, nós fomos escolhidos para representar o Brasil.



A nossa atividade começou no dia 30 de Julho ainda no Jamboree.



Depois de nos encontrarmos as 5:15 da manhã no campo, nós fomos divididos nos subcampos (“Curlews” ou “Maçaricos” para nós) e fizemos uma viagem de três horas de ônibus até Poole. Uma vez lá, nós fizemos uma curta viagem de barco até a ilha de Brownsea, onde fomos muito bem recepcionados.



Logo após, fizemos vários jogos “quebra-gelo” para podermos conhecer melhor os nossos chefes e companheiros de campo.



Nossa primeira refeição foi um “Pack-lunch” parecido como os que recebemos no Jamboree, que incluía um sanduíche, uma fruta, um chocolate, e um salgadinho.



Depois, montamos um arco para um carnaval, do qual participaríamos na mesma noite. No caminho do campo, tiramos fotos na rocha comemorativa do escotismo.



Fomos divididos nas barracas, que já estavam montadas, e então fomos visitar o acampamento réplica que está sendo realizado em paralelo ao Jamboree seguindo os mesmos padrões e atividades do primeiro acampamento de B-P.



Tivemos então o carnaval, um jantar – que já estava pronto - e, para finalizar o dia, uma festa.



No dia seguinte, acordamos cedo para a realização de várias atividades: caiaque em torno de uma ilha, um curso de circo, um fórum, arco e flecha, montagem de pioneirias, entre outras.



À noite tivemos outra festa, na qual uma banda brasileira tocou, foi feito uma contagem regressiva para o aniversário do escotismo e um show de malabarismo e luzes.



Às 4:00 hs da manhã do dia seguinte, fomos acordados para assistirmos ao nascer do sol do outro lado da ilha. Este foi um momento muito emocionante, pois estava ali uma representação do atual movimento escoteiro mundial, no mesmo local do seu nascimento, um século depois. Voltamos para o acampamento réplica para a celebração do Centenário.



Pudemos desfrutar de um momento único e inesquecível na história ao lado de representantes de todos os outros países onde existe o Movimento Escoteiro; como disse Peter Duncan, Escoteiro Chefe da Scout Association, “este é o lugar para se estar na Terra”.



Dentre os rituais que fizemos, estava a passagem pela ponte, renovação da promessa, canto de musicas e uma cadeia da fraternidade.



Por um lado, estávamos muito tristes de deixarmos a ilha e nos separarmos dos nossos novos amigos, mas por outro, estávamos contentes em podermos rever nossos companheiros da Tropa 10 e todos os outros brasileiros aqui no Jamboree.



Gostaríamos de aproveitar está oportunidade para agradecer a chance que tivemos para representar nossa nação nesta atividade histórica. E também agradecer a todos que estiveram presentes na nossa formação escoteira, que foi recompensada neste momento.


Relato escrito pelos jovens Julia Wuestefeld (072/PR) e Sven Hoffmann (008/PR).







7 comentários:

Ilvia disse...

Realmente o lugar que todos gostariam de estar!!
Sempre Alerta!

Fernanda disse...

Nossa! Me Arrepiou Toda! que saudades!!! Lembrei toda minha época no movimento!!! Como era bom! E Com toda certeza do mundo: foi realmente Espetacular! Infelizmente nao estive lá... mas tenho certeza que foi maravilhoso!

Carmen Barreira disse...

Parabens aos jovens que representaram 60.000 escoteiras e escoteiros brasileiros. Nós, do DF assitimos e ficamos muito em emocionados, imaginem voces....

Ribas Junior disse...

Beleza Julia.Tenha a certeza de que um pouquinho de todos nós estava com vcs em Brownsea

Sebastião

Anônimo disse...

Que coisa maravilhosa!!! Se aqui no Brasil ficamos emocionados, imagino a emoção de voces... Que tudo isso fique gravado no coração de voces e, que Deus abençoe à todos. Com carinho, Jane Ieiri (mãe da Karina e do Lucas -1º GESP)

Anônimo disse...

...e eu que ,na idade da pedra,só sabia que era escotismo graças aos gibis,huguinho,zezinho e luizinho,alguém ai lembra?e agora to com o peito que não cabe mais nada de tanto orgulho por ter um filho meu ai.Ha meu Deus isso já basta,yaaaaa filhão,te amo muitooooo (há o nome do guri?Tibério Kober

Rafael (RS) disse...

SHOWWWWWW

Por favor, coloquem mais fotos e vídeos da ilha.

Obrigado,

SAPS