7 de agosto de 2007

Quase lá! (ou fora de lá!)

Antes de nossa derradeira postagem, a de despedida, aquela que não tem como não ser emocionante, vamos colocar alguns fatos interessantes, que se aplicam não só no jamboree, mas também em todo o Brasil, inclusive com sugestões importantes para o POR...

-Fila Indiana Não Existe.
Durante os quinze dias que ficamos por aqui, eles não entraram em nenhuma fila da maneira certa, logo, na India não deve existir fila; logo, a fila indiana deve ser rebatizada para algo como "Fila Brasileira", "Fila Austro-Hungara" ou "Fila Joca".
Qualquer coisa vale para o nome da fila, menos indiana.

-Deus Ajuda quem cedo Madruga
Com o sol ardendo cedo na barraca, era meio dificil de não cedo madrugar...
Logo, Deus ajudava à todos; logo, Deus é escoteiro.

-"Free Hugs" Funcionam.
Só não dá pra exagerar, se não proibem.

-Mesmo no frio, o sol queima!
Palavra de quem não passou protetor solar (óóóóótimo exemplo...)

-O Mundo Adora o Brasil.
Tendo gente inclusive disposta a trocar várias coisas por nossa mochila!

Mas é isso.
O próximo post será uma despedida, enquanto contamos para vocês como foi o encerramento.

Antes que alguém pergunte, nossa equipe cresceu alguns dias antes do jamboree, devido ao interesse de alguns meios de comunicação de colocar repórteres no jamboree.

Vamos re-apresentar a equipe de mídia então (porque os jovens correspondentes todos já conhecem)

Primeiro vamos ao "opening team":

Estevão
piadiasta e fotógrafo nas horas vagas.
Diz ser o coordenador da budega aqui, mas tenho minhas duvidas.

Joca
Boateiro, fotógrafo e ainda dá uma enganada de filmador.
Foi um dos responsáveis pelo boato mais famoso do jamboree: You, Too!

Lia
A santa, que equilibra a equipe nas horas de loucura.
Também escreve e lida com os nossos Jovens Repórteres.

E vamos conhecer agora os anexos, que muito nos ajudaram no Jamboree

Argus
Quebra-galho e serviços em geral. Por causa dele ainda vão criar um cargo novo no CST: o de faz tudo.
O nome chique deste cargo é "produtor".
Também tirava fotos nas horas vagas.

João Capricho
O nome já diz tudo:
Ele é que vai fazer o jamboree sair na revista capricho.
Inventou a história do "Sofá inflável", onde jovens eram entrevistados com perguntas de "deixar vermelho".

Raquel
Trabalha para a veja online e faz vídeos.
Ajudou muito o João no sofá, já que ambos trabalham para o grupo Abril.
Tentou ser muito discreta em suas filmagens, mas não conseguiu.
A brasileirada fez a festa, e só deus sabe o que vai sair agora!

Casal Biasi
Filmando para a TV record o dia inteiro, eles gravaram milhares de horas de vídeo, que serão transformadas em um especial de meia hora à ser veiculado pela TV Record.
O Horário a gente informa aqui quando a gente descobrir.

Fábio Karam
Nosso contato oficial com o mundo real.
Em suas viagens de ida e volta a Londres nos atualizava das coisas, arranjava fitas, e além de tudo ainda fez algumas transmissões exclusivas para alguns grupos escoteiros do Brasil.

E agora, stay tuned, pois nas proximas horas (e dias) iremos atualizar este blog com as últimas postagens, para se despedir e informar onde você poderá achar os vídeos, fotos e outros assuntos do jamboree.

Jambo, goodbye!

5 comentários:

Mario kaingang disse...

Que chato vou ter que dar ibope por meia hora ao para o Bispo Ed Macedo.

Bravo Bravissimo para vcs e boa volta.

Ribas Junior disse...

Ae pessoal sangue bom. Parabéns a toda a equipe e obrigado por nos manterem "ligados" à distância. Esperamos ansiosos as fotos e matérias sobre o Jamboree. A mídia aqui no Brasil pouco falou sobre oi evento, e mesmo assim, só quando algum escotista dava um cutucão. Quero ver as Globo da vida, os Sérginhos Gorsmann, os Luciano Hulk mostrando o que é este movimento que tem 28 milhões de adeptos em todo o mundo.

Sebastião

Eduardo disse...

Posso estar enganado, mas onde foram os outros que ficaram de postar novidades no blog?

O blog esteve ótimo, mas achei que foram poucos que postaram alguma coisa.

É uma pena...

ikki disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Joca disse...

Só respondendo as perguntas:

Os jovens correspondentes deram (relativamente) poucas noticias porque as atividades estavam EXCELENTES, logo, sobrava pouco tempo para eles postarem...

Nós, da midia, pensamos como jovens, então resolvemos não pressionar ninguem para que escrevesse isto ou aquilo.
Escrevia quem quisesse e tivesse tempo para tal.


Eu acho que o desesperador MESMO seria se todos eles estivessem escrevendo direto... daria para adivinhar que como eles estavam escrevendo, não estavam na atividade, e assim por diante...